sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Tite diz não à Bolsonaro


Tá uma polêmica danada sobre a suposta recusa do técnico da seleção brasileira, Tite, que teria dito que não quer se encontrar com Bolsonaro. Outra polêmica foi criada por que o Palmeiras aceitou a presença do presidente eleito na comemoração do título do Brasileirão. Minha opinião: todos estão certo. Se o Palmeiras quer que o Bolsonaro participe, problema do Palmeiras. Se o Tite não quer se encontrar com o cara, problema dele, é uma posição dele e a gente tem que respeitar. Por que não consigo me imaginar sendo obrigado a me encontrar com alguém que não gosto. Se não gosta, ponto final, não encontra. Simples assim. Se gosta encontra. Fazem uma tempestade num copo d´água à toa. 

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Mercado inflacionado


O Santos ofereceu 1 milhão de reais por mês para ter o técnico Abel Braga comandando a equipe em 2019. Outro dia Renato Gaúcho recebeu oferta ainda maior do Flamengo, mas permaneceu no Grêmio. Esse povo tá ficando doido. Depois reclamam que os clubes estão quebrados. Com 1 milhão de reais eu contrato 5 jogadores de 200 mil reais por mês que vão ajudar mais o time do que um técnico. Deve haver coisa por trás desses valores absurdos e que nosso futebol não comporta. O que adianta o Santos pagar essa fortuna pro Abel e não ter jogador de qualidade ? Loucura pagar um negócio desses. Nossos dirigentes precisam ter a cabeça no lugar. 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Gênio


Faz 7 anos que Sócrates, o camisa 8 do Corinthians e da seleção brasileira foi para os braços do grande arquiteto do universo. Um jogadorzaço. Magro, alto, habilidoso e principalmente inteligente, dentro e fora do campo. Um belíssimo meia que foi um dos melhores que já vi jogar. Titular da Copa de 1982, fazia parte daquele timaço que encantou na Espanha. Saiu da cabeça de Sócrates a "Democracia Corinthiana", um jeito novo de administrar um time de futebol com todos participando, desde o porteiro ao presidente. Além de ser um grande jogador de futebol, uma das poucas cabeças pensantes do mundo da bola, médico e líder nato, Sócrates tinha uma virtude que valorizo muito. Gostava de tomar uma cerveja gelada e não escondia de ninguém. Bebia e jogava muito. Como o magrão faz falta no mundo. Um raro jogador. 

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Caso Ernandes vai dar em nada


Ernandes, jogador do Goiás, é gato. A denúncia caiu como uma bomba na Serrinha. Só que não deve acontecer nada com o verdão. Dentro da minha ignorância jurídica, acredito que o Goiás é vítima da fraude na documentação do rapaz. Pra você ter uma ideia é como se o Real Madri contratasse o Ronaldinho Gaúcho hoje, com mais de 30 anos de idade, e no final de um campeonato descobrissem que ele alterou a idade. O que o Real tem a ver com isso ? O clube contratou um jogador já rodado, que passou pro vários clubes, e nenhum deles tem que ficar investigando documento de atleta profissional. Se fosse um jogador das categorias de base e o clube fizesse a fraude ou se omitisse, aí sim algo poderia acontecer. Mas um jogador rodado não vai dar em nada. Quem deve ser punido, conforme a lei, é o jogador e quem fez essa fraude. Falar que o Goiás vai perder pontos, pode voltar pra série-B é besteira. O jogador deve ser punido e vida que segue. Não será a primeira vez e nem a última.   

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Técnico novo


O Goiás anunciou o nome de seu novo técnico. Trata-se de Maurício Barbieri, que era auxiliar e virou treinador do Flamengo. Dirigiu o time por 39 partidas. Olha, é um rapaz novo, da nova geração de técnicos, mas prefiro aguardar um pouco. Já vi uma carreta e meia de técnicos novos decepcionar a torcida. Fazem um trabalho mais ou menos em um clube grande, a imprensa baba ovo, puxa saco, transforma o cara em Deus, e pouco tempo depois a decepção chega. Vou lembrar só de um para exemplificar, o Roger Machado. Comandou o Grêmio, foi bem, mas depois foi um fiasco no Palmeiras e sumiu. Tomara que o Goiás acerte nessa contratação, por que a cobrança ano que vem vai ser muito grande. Acho que o torcedor tá cansado de torcer pro verdão não cair na série-A. É preciso mudar o Goiás de patamar. Disputar alguma coisa nacional pra ganhar. Disputar apenas para se manter na série-A não vai fazer muita diferença. Se o objetivo da diretoria for esse, era melhor ter ficado na série-B onde o Goiás já foi campeão duas vezes. 

domingo, 2 de dezembro de 2018

Rugby


O Bradesco, um dos grandes bancos do Brasil, está patrocinando uma ação de marketing no Esporte Espetacular, da Globo, sobre o Rugby. Pra incentivar esse esporte que nasceu na Inglaterra e poucos brasileiros conhecem. O banco investe onde quiser, mas o futebol tá precisando tanto de patrocinadores que seria melhor apostar no time que está ganhando, ou seja, o futebol onde ainda somos os melhores do mundo. Sabe quando o rugby vai ter 5% dos torcedores do futebol ? Nunca. O futebol é nosso, é o esporte do povo, o esporte do Brasil. Seria bom investir na bola redonda. Essa é a nossa bola. 

sábado, 1 de dezembro de 2018

Campeões legítimos


Existe uma polêmica no Brasil sobre os títulos brasileiros anteriores a 1971 quando teve o início o atual campeonato. Muitos torcedores acham que não há como chamar de campeões nacionais os vencedores da Taça Brasil e Roberto Gomes Pedrosa. É muito simples acabar com a polêmica. Vocês acham que o Santos de Pelé, o Botafogo do Garrincha, o Palmeiras do Ademir da Guia, o Cruzeiro do Dirceu Lopes e outros timaços da época não foram campeões nacionais ? Eram os campeonatos que tinham na época. Difíceis, disputado e repleto de craque e super times. São sim legítimos campeões por que era o que existia na época, aliás, época em que o Brasil se tornou a maior potência mundial do futebol. É uma ofensa aos nossos craques da época negar os títulos nacionais que conquistaram. 

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Goianão 2019


Tá difícil ter televisão na transmissão dos jogos do Campeonato Goiano 2019. Se isso acontecer, os clubes terão menos dinheiro, menos patrocínios e consequentemente menos futebol. Eu acho é bom, por que há poucas semanas os clubes goianos estavam com a faca e o queijo na mão pra renovar, oxigenar, mudar a Federação Goiana de Futebol cujo presidente está a quase 10 anos no cargo e mais acomodado que os dirigentes dos nossos clubes. Foram medíocres, mantiveram uma diretoria que está afundando a cada ano, não valoriza, não cria, não faz nada de novo pro nosso futebol, e o resultado é esse. Já pensaram o Goianão 2019 sem TV ? Vai ser um fiasco financeiramente pros clubes. Poderiam ter mudado. Não mudaram....estão FU.....zilados.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Ney Franco vai embora


Ney Franco não é mais técnico do Goiás. Em reunião nesta segunda-feira com a diretoria do Goiás ele anunciou que não quer ficar do Verdão e voltará aos Estados Unidos onde vive com a família e tem alguns negócios. O Goiás agradeceu o trabalho de Ney, que recuperou o time e devolveu o Goiás à série-A. Ney Franco fez praticamente um milagre, por que o elenco é ruim. Mas sabe-se lá como, ele fez o time jogar, ganhar jogos e subir. Um bom trreinador. O Goiás foi outro time com ele no comando. Porém, na partida final do Goiás, contra o Brasil, Ney foi covarde. O Goiás ficou com um jogador a mais e ele não tirou um dos volantes pra colocar o time pra frente, já que estava perdendo o jogo. Não fez a alteração e o Goiás não deu conta de empatar ou ganhar a partida onde a torcida fazia a festa. Mas valeu. Foi bom pro Goiás que agora procura outro técnico. Tomara que a diretoria acerte. Área de anexos

domingo, 25 de novembro de 2018

Perigo no Serra


Ontem, quando o juiz apitou o fim da partida Goiás 0 x 1 Brasil, um foguetório tomou conta do estádio Serra Dourada. E ao contrário do sempre ocorreu, os fogos foram soltados de dentro do estádio, entre a arquibancada e o gramado. Achei meio estranho e perigoso, afinal,qualquer rojão que fugisse do combinado poderia ir parar na arquibancada ferindo alguém. Que a rapaziada do Goiás pense nisso por que é perigoso sim. Além disso foi mais estranho ainda o Goiás perder pro Brasil e no apito final do juiz a festa começou. É o que chamamos de água no chopp. O time gaúcho melou a festa do verdão. Mas tá tudo bem, é fim de campeonato, o importante foi o acesso à série-A. Mas que revejam esse negócio de soltar foguetes dentro do estádio.